segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Começando pelo começo

Começamos o nosso desafio por onde a cidade de São Paulo começou, o Pátio do Colégio. Na verdade, o trajeto pensado foi justamente o caminho até lá, que por si só já é um passeio turístico de responsa. É impressionante se dar conta de que quando mudamos o olhar, conseguimos perceber milhares de pessoas passando por ali (e devem fazer isso todos os dias) a caminho do trabalho sem nem se darem conta da beleza dos edifícios históricos ou da história que o centrão de SP guarda.

A nossa programação inicial foi a seguinte:
  • Metrô até o Anhagabaú
  • Teatro Municipal
  • Viaduto do Chá / Vale do Anhangabaú visto de cima
  • Edifício da Prefeitura
  • Centro Cultural Banco do Brasil
  • Patio do Colégio
  • Solar da Marquesa

Como simplesmente não verifiquei se numa segunda-feira, dia oficial de tudo fechado no mundo, estaria tudo aberto aqui em SP, tivemos algumas surpresas. Fuén fuén fuén… Teatro Municipal fechado.. :( 

Seguimos  em frente sem esmorecer. Olhando com calma todos aqueles edifícios lindos e gigantescos, o Viaduto do Chá, o prédio da prefeitura todo em mármore (que parece a caixa-forte do Tio Patinhas), aquela quantidade enorme de gente nas ruas. Dia lindo de sol e calor (ai São Paulo, vou sentir saudades, apesar de tudo).

Chegamos na Praça do Patriarca e seguimos até o CCBB pela rua da Quitanda. Lá tinha uma exposição chamada CiCLO - Criar Com o Que Temos. Super divertida e interessante, principalmente para jovens adolescentes. Depois de rodarmos os quatro pisos do lindo edifício do Centro Cultural Banco do Brasil, fomos tomar um café na varanda e seguimos para o Patio do Colégio, que é logo ali pertinho. Surprise again! Fechado.. Assim como o Solar da Marquesa. 

Diante dessa situação (leseira minha), fomos futucar na internet e descobrimos que no site da Prefeitura de São Paulo tem todos esses passeios fofamente organizados por: TEMA e com endereços e horários de funcionamento. Virginianos do mundo, regozijái-vos! Já eu, me senti uma lesa por não ter sido mais profissa nesse quesito. Fica a dica, pra quem se animar. Obviamente, depois de hoje, o nosso guia será esse! ;)

Tá, tomamos esse "balde", mas pelo menos não desistimos! Foi uma boa maneira de assumir o compromisso de seguir adiante, já que ficamos com vontade de voltar para ver tudo o que não conseguimos. E foi bom também porque aprendemos que devemos nos planejar melhor, não é mesmo? Turista profissional de verdade tem um plano mais decente! Agora já temos o nosso! Valeu prefeitura! Valeu São Paulo! Valeu amigos! De todo modo não foi um passeio perdido. Olhem as nossas fotos:


Exposição CCBB (Foto Mari)

Exposição CCBB (Foto Bia)

Exposição CCBB_Douglas Coupland_ Cabeça de Chiclete (Foto Bia)

Multidão infinita nas ruas do centro (Foto Mari)

Praça do Patriota / Rua da Quitando, onde fica o CCBB (Foto Mari)

Teatro Municipal de São Paulo (Foto Mari)

Exposição CCBB_Petah Coyne_Sem Título (Foto Mari)
Isso aí são fios de aço que um dia formaram um furgão, acreditem.. O_o

Edifícios do Centro de São Paulo vistos do Viaduto do Chá (Foto Mari)

Patio do Colégio, local onde nasceu a cidade de São Paulo, em 25 de janeiro de 1554 (Foto Mari)





5 comentários:

ideiashd disse...

Oi Mari!
Muito legal essa ideia de ser turista em qualquer lugar do mundo! rs
Tento sempre explorar ao máximo as coisas aqui em Salvador, por exemplo, e me amarro turistando as melhores bibocas na Ribeira, Base Naval, Carmo e outros bairros turísticos pouco frequentados por quem mora na cidade e vive o dia da metrópole. Aproveitem, turistar SP é demais (haha sou semopre turista aí)!! Beijo Bruna.

Mariana Hirsch disse...

Valeu Bruna! Olhe, mande pra gente umas dicas de lugares aí em Salvador que nós estamos indo passar uns dias! Dicas são sempre bem-vindas! ;)

Rafa Zugaib disse...

Que experiência bacana Mari. Estou adorando a leitura. Você vai turistar por Salvador também? Vou te dar duas dicas de lugares inusitados: Restaurante Líder, no bairro Dois de Julho e experimente o sanduíche de pernil, servido há cinquenta anos. No Rio Vermelho, visite a Midialouca, um verdadeiro espaço de encontro e de curtição de cultura. Beijo e bom passeio!

Mariana Hirsch disse...

Valeu Rafa! Eu já conheço os dois lugares, mas Bia não! E a idéia é mostrar tudo isso pra ela também! :*

ideiashd disse...

Que maravilha!
Sugiro que explorem o Santo Antônio Além do Carmo. Cada portinha daquele bairro é uma surpresa! Para tomar um café, comer bolo, crepe, tomar vinho e ver o melhor por-do-sol, indico o Cafeliê (fica próximo ao convento do carmo). É um café/restaurante que também é antiquário!
Para comer comida caseira, tipo galinha caipira ou ao molho pardo, carne do sol com pirão e conhecer um pouco da cultura do samba de raíz, indico o D'VENETTA (só tem um problema.. O horário de funcionamento! O lugar é D'venetta mesmo. Abre quando quer, fecha quando quer... Mas o atendimento é muito bom quando está funcionando hehe).
Comida baiana boa e barata na Ribeira é no Tropical Beach! Uma biboca próxima a praia na avenida beira mar atrás da igreja do Bomfim, no pier de concreto). A vista é linda e durante a semana não tem baixaria.
Beijo Bruna.